2
FOTOBOL . ( O Futebol em Fotografia )

 

8ª Edição
1922
AMÉRICA FUTEBOL CLUBE
BICAMPEÃO
Campeonato Pernambucano de Futebol
1922
Times
8
Duração
07/05 a 26/11
Jogos
24
Gols
74
Media
3,08
AMÉRICA
4º TÍTULO
América Futebol Clube - Fundado em 12 de abril de 1914
 
CLASSIFICAÇÃO FINAL PG J V E D GP GC SG
1
América 12 7 6 0 1 17 7 10
2
Sport 11 7 5 1 1 17 7 10
3 Torre 9 7 4 1 2 12 4 8
4
Santa Cruz 6 7 3 0 4 5 5 0
5
Náutico 8 7 3 2 2 11 7 4
6
Flamengo 4 7 2 0 5 6 19 -13
7 Equador 3 7 1 1 5 4 10 -6
8 Peres 3 7 1 1 5 2 17 -15
 
OS MELHORES
MELHOR ATAQUE
AMERICA SPORT
17 GOLS
MELHOR DEFESA
TORRE
4 GOLS
 
1922 - América Futebol Clube
OS PIORES
PIOR ATAQUE
PERES
2 GOLS
PIOR DEFESA
FLAMENGO
19 GOLS
 
MAIOR GOLEADA
Sport 8x 0 Peres
Campeão do Centenário

Em 1922, o América sagrava-se bicampeão pernambucano, mas o grito que ecoava no Recife era o de Campeão do Centenário, pois nesse ano o Brasil comemorava 100 anos de independência a Portugal.A Campanha vitoriosa foi a seguinte:07.05 América 2 x 1 Sport - 21.05 América 4 x 0 Peres - 04.06 América 2 x 1 Náutico - 23.07 América 3 x 1 Equador -06.08 Torre 1 x 0 América - 22.10 América 2 x 1 Santa Cruz - 05.11 América 4 x 2 Flamengo.

O campeonato foi disputado em turno único. Assim, houve apenas os jogos de ida. Mais uma vez, Sport e América surgiam como candidatos ao título de campeão. Os rubro-negros pretendiam interromper a marcha de seu maior rival, que buscava o segundo bicampeonato. A Liga já tinha instituído o sistema de dois ou mais jogos por rodada. Logo de saída, Náutico x Centro Peres deixou de ser disputado por causa do mau tempo. Tendo sido marcada para outra data, a partida terminou não sendo realizada porque o Peres entregou os pontos. Vitória do Náutico, portanto, por WO. No mesmo dia, 7 de maio, o América derrotava o Sport pela contagem de 2 a 1, tendo sido o encontro suspenso por falta de iluminação. Na época invernosa, como ainda acontece hoje, escurece mais cedo nessa região, e os campos ainda não tinham iluminação artificial.

A direção da Liga determinou que os oito minutos restantes fossem disputados em data posterior, depois do cumprimento da tabela. Assim, rubro-negros e alviverdes voltaram a campo em 19 de novembro. Loca, Jaqueira, chamado de América Parque, onde a partida estava sendo disputada ao ser interrompida. Embora estivessem programados apenas alguns poucos minutos de jogo, um grande público compareceu. É que estava em cena o pomposo título de Campeão do Centenário.

O América, que sofrera uma derrota em meio à sua jornada, ao perder para o Torre por 1 a 0, chegava àquele momento, com 10 pontos ganhos, enquanto o Sport tinha 11, sem incluir, é claro, os pontos daquela partida, que os americanos estavam ganhando por 2 a 1.

Foram instantes dramáticos. O Sport lançou-se furiosamente ao ataque. Se conseguisse pelo menos empatar o jogo, ficaria com 12 pontos, e deixaria o gramado festejando a conquista de mais um título. Já o América se defendia com unhas e dentes, uma vez que se o placar fosse mantido, passaria a somar 12 pontos e levantaria a taça, pois o Sport permaneceria com 11. E foi o que ocorreu. Fim de jogo, vitória do América por 2 a 1. A torcida alviverde fez muito barulho na comemoração da conquista que ainda é lembrada, quando a imprensa se refere ao clube como o Campeão do Centenário.

Time-base campeão: Nozinho; Rômulo e Cunha Lima; Lindolpho, Licor e Faustino; Meirinha, Fabinho, Zé Tasso, Juju e Matuto.

1921 INICIO VOLTAR 1923
TABELA
1922